sexta-feira, outubro 13, 2006

Divina Ironia

Estamos equipados com cérebro e sentidos, ferramentas suficientes para identificarmos a complexidade e reconhecermos a nossa incapacidade para a interpretar. Haverá maior ironia, supremo gozo, do que a prova da nossa imbecilidade? Sobra-nos a amizade, o amor no seu estado mais puro, para acreditarmos que não há nada que nos falte que a possa superar.





Nota: penso que este post não foi percebido por todos. Eu não falo da estupidez do homem, nada disso! Falo, isso sim, da divina ironia, i.e. do facto de sermos capaz de olhar para as coisas, para a vida, para o universo e de sermos incapazes de explicar o fundamental com a nossa inteligência. Quem nos fez sabia que por mais que tentássemos nunca resolveríamos a suprema equação. Cada solução releva novas complexidades, fazemos parte de um jogo interminável. Não fosse a amizade e não teríamos nada que entendêssemos na plenitude.

7 comentários:

Periférico disse...

São as nossas duas vertentes a racional e a emocional!;-)

Um abraço

Andreia do Flautim disse...

Realmente é verdade...

Ás vezes há pessoas um bocado pobres em inteligencia...

thalie disse...

Quem não gosta de ser um pouco imbecil de vez em quando??? Às vezes dá jeito....
O importante é destinguir a imbecilidade genuína ou fingida.
"Bem aventurados os pobres de espírito, deles é o reino dos céus"
Bom fim de semana

Thiago Forrest Gump disse...

A receita é simples: sabermos separar o certo do errado. Em todos os sentidos da vida.

Aí seremos felizes.



Abraço

pequenita (quando o teu corpo e o meu) disse...

Nada mais contraditório do que "ser mulher"...
Mulher que pensa com o coração,
age pela emoção e vence pelo amor.

Que vive milhões de emoções num só dia
e transmite cada uma delas, num único olhar.

Que cobra de si a perfeição
e vive arrumando desculpas
para os erros, daqueles a quem ama.

Que hospeda no ventre outras almas,
dá a luz e depois fica cega,
diante da beleza dos filhos que gerou.

Que dá as asas, ensina a voar
mas não quer ver partir os pássaros,
mesmo sabendo que eles
não lhe pertencem.

Que se enfeita toda e perfuma o leito,
ainda que seu amor nem perceba mais tais detalhes.
Que como uma feiticeira transforma em luz e sorriso
as dores que sente na alma,
só pra ninguém notar.

E ainda tem que ser forte,
pra dar os ombros para quem neles precise chorar.

Feliz do homem que por um dia souber
entender A ALMA DA MULHER!

kissesss by pequenita
Bom Fim de Semana

saltosaltos disse...

Ah, já tinha pensado em pedir livro de reclamações, exigindo sempre uma nota no fim de cada texto!
Divina ironia, já não foi preciso!

Thank God we have friends!
Have a nice weekend!
Kisses and gugs

João Mãos de Tesoura disse...

periférico: a racional para nos atormentar, a emocional para nos aliviar!
Abraço

andreia: somos todos pobres intelectualmente quando se trata de compreender o universo.
Bjs

thalie: pois dá, sobretudo quando as questões não podem ser respondidas.
Bfds

thiago: o problema aqui é outro, temos de nos contentar com o acessório já que o essencial nos escapa.
Abraço

pequenita: entender a alma da mulher até acho que é possível, agora a cabeça... :D
Kisses

Saltos altos: este establecimento não tem livro de reclamações, só são permitidos bocejos! :D
Kisses and hugs