domingo, outubro 12, 2008

Flash

Deito-me, deitas-te, deitam-se,
sim, conheço-te há muito, muito pouco,
a ti, às outras, aos outros em ti, de ti;
viro-me, esqueço-te, esquecem-me,
na brevidade de palavras por dizer,
em conquistas sem sangue nem dor,
em verdades simples, tão simples
que tememos complicá-las; deito-me
e no alcance das mãos tenho-me a mim,
no silêncio do eu, daquilo que não dou
nem quero, naquilo que não sou nem posso;
olho as mãos por outras mãos tocadas
em viagens cúmplices e comprometidas,
algumas, outras de enganos pensados ou
inconscientes; deitas-te, procuras-me
e nas minhas mãos não sentes, não,
o sol e o vento que as moldaram,
o verde e o azul que por elas correram,
por elas, as mãos, as outras, tão breves
como as tuas de outros em ti...



Imagem, estava à mão na net, mas não é a minha!

10 comentários:

€aµ disse...

Lindo texto. Senti uma certa pontinha de tristeza... nada de acidez. Nem das mãos de tesoura...
Lindo texto!

Anónimo disse...

Gostei muito... as mãos comunicam... um bjo com saudade

Anónimo disse...

goste!!

Thiago Forrest Gump disse...

Um texto daqueles com aroma de romantismo, ou seria paixão?

Esse João não dá ponto sem nó!

Hehehehe

Andreia do Flautim disse...

Uma boa semana para ti!

Lulu on the Sky® disse...

Lindo texto.
Obrigada pela visita.
Big beijos

mfc disse...

O poema lembra-me, pela sua cadência, um outro declamado pelo Hugo Maia Loureiro há muitos anos.

João Mãos de Tesoura disse...

€au: muita acidez subliminar... rsrsrsrs!
Pena o texto ser lindo, devia ser eu! :D
Bjs

anónima: as mãos comunicam... deixa cá ver, dedilho... :)
Beijos (com saudade, certamente)

anónimo: goste? Eu cá não obrigo ninguém! lol

thiago: nem romantismo, nem paixão... Thiago, já ganhei o direito a escrever sobre os outros! :D
Abraço

andreia: boa, sim, mas deu cá uma trabalheira... :)
Bjs

lulu: a visita foi acidental, mas vai ser repetida.
Bjs

mfc: isso seria um previlégio... o meu vai ser declamado pelo Teixeira dos Santos na apresentação do Orçamento Geral do Estado... vai parecer diferente, mas não é! :D
Abraço

Jonice disse...

Poema e tanto!
Com um ritmo capaz de gerar imagens.

Gostei de tua visita :)

Beijo

Chainho disse...

Palavras maravilhosas, que sabem a mar e a vida. Muito bem! Continuas no teu melhor! Beijo saudoso
SCh