quarta-feira, agosto 03, 2005

Agora mandas tu

Está na moda o marketing relacional. Dito isto, peço-vos que me dêem sugestões para este post, sugiram o tema, provoquem! Prometo que faço um cocktail com todas as ideias... será o silly post from the silly season!



A assinatura é vossa!

13 comentários:

NYX disse...

As mãos dele não eram meigas, nem sequer reconfortantes. Eram como tenazes, determinadas a fazer de mim uma marionete da nossa luxúria.
As mãos dele levantaram-me do chão, enrolaram minhas pernas nele e encostou-me contra a parede.
As mãos dele arranharam-me as costas, marcando-me com as suas unhas, objecto de prazer, apenas.
Não consigo esquecer as mãos dele. Recordará ele as minhas mãos?

João Mãos de Tesoura disse...

nyx: esse tema é fácil e tem sempre audiência. Mas surpreendam-me, provoquem-me!~

Nota: anda tudo a passear...

Ana disse...

Ficou a olhar a brancura fresca da camisola estendida na mesa, pairava uma indecisão sobre o que lhe havia de fazer... uma imagem aqui, um traço ali, uma rabiscadela, um arabesco talvez... olhava à espera do momento de inspiração que lhe faltava, enquanto pensava porque é que teria aceite o convite para o leilão de criadores, logo agora que deixava a maior parte do trabalho para os assistentes... o telemovel distraiu-o do seu objectivo e nem reparou no filho mais novo da empregada que espreitava atrás do sofá e olhava guloso para as tintas em cima da mesa onde repousava imaculada a camisola... terminou a chamada e um vago desespero regressou, para logo ceder lugar ao espanto de ver um frasco de tinta entornado em cima da mesa e duas pequenas e inocentes mãos azuis estampadas... tão sorridentes como o miúdo desdentado e sardento que se ria orgulhoso da sua criação...
Beijinhos ;o)

Cerejinha disse...

Eu cá prefiro as mãos dóceis capazes de pintar sorrisos nos rostos por elas tocados!
:-)

Thiago Forrest Gump disse...

Em frente a ele, a mulher, que ainda não se movera, fez um gesto cheio de perplexidade, e ambos caíram num silêncio penoso e prenhe das coisas que calavam. Apesar dos esforços em contrário, o rapaz, agora, não podia tirar os olhos daquele seio, daquela torrente de carne branca, cuja alvura o embaraçava.

Sem dúvida, ela tinha quarenta anos e estava deformada, como uma boa fêmea que produziu demais; mas muitos ainda a desejavam, larga, sólida, com seu rosto cheio e comprido de moça que foi bonita.

Lenta e tranquilamente, ela arrepanhou o seio para guardá-lo. Como um pedaço róseo se obstinasse em ficar de fora, empurrou-o com o dedo e abotoou-se. Agora, era figura toda de preto, encolhida, dentro da sua velha bata.

João Mãos de Tesoura disse...

Isto está a melhorar!

Nota: a minha observação inicial à NYX pode ser mal interpretada; eu gostei do comentário dela mas queria ler algo que me surpreendesse, que me tirasse do sério, que me dificultasse a composição final.

Thiago Forrest Gump disse...

Isso aqui está meio parado. Então vou dar mais uma contribuição. Dessa vez serei breve. Uma de minhas pérolas, foi eu que inventei: "uma mão lava a outra e as duas lavam os pés."

Isso é que é originalidade! :)

concha disse...

Para mim isto é um delicioso dia de actividades com a minha filha!!!
Ainda em férias pelo Sul vim deixar um olá!

MWoman disse...

Ai a porra!

Ainda continua aqui isto?

Vai lavar as mãos e vem mas é daí dançar!!! Mas livra-te de limpares as mãos ao meu vestido!

Thiago Forrest Gump disse...

Fico aqui pensando o por quê dos cães não comerem as mãos de Jezebel!

petrus disse...

Derrubou folhas A2 pelas mesas de fórmica. Era o seu primeiro dia e as crianças sabiam mais do que ela. Retirou com as mãos nuas o azul derretido da caixa plástica e disfarçou-se de infância. Juntamente com as suas impressões digitais, os primeiros sorrisos dessa manhã apareceram.

Menina_marota disse...

Estas são as mãos queimadas do
desespero

Estas são as marcas que deixaram o fogo que combati

Estas são as cicatrizes que terás
no teu coração negro

como a terra em cinza que deixaste ardee

essas são as tuas mãos criminosas!

(Neste momento, em que o meu coração não consegue calar a revolta, só me lembrei de dizer isto)

Um abraço ;9

João Mãos de Tesoura disse...

Para todos: o texto segue já a seguir, é que é já a seguir!!! :D:D:D